Mestres Modernos: Frederick HartClássico e criativo, Frederick Hart foi o escultor que emocionou os Estados Unidos entre os anos 70 a 90 evocando sempre a alma humana em suas esculturas.

Nascido no dia 03 de novembro de 1943 na cidade de Atlanta, com a perda da mãe aos dois anos de idade e um relacionamento turbulento com seu pai, Hart teve uma infância difícil e com baixas notas na escola, até quando foi morar com sua tia na Carolina do Sul, onde longe dos conflitos, conseguiu se destacar nos estudos e aos dezesseis anos ingressou na Universidade da Carolina do Sul, mas esse período de calmaria foi interrompido em 1966 com o falecimento de sua meia-irmã, a qual tinha grande afinidade.

Mestres Modernos: Frederick HartQuando por acaso assistiu uma aula de escultura na Corcoran School of Art, identificou na arte uma maneira de curar sua tristeza transformando-a em luz, dai continuou a estudar em outras escolas e trabalhou no Giorgio Gianetti Studio de Architectural Sculpture, suas influências artísticas foram Bernini, Augustus Saint-Gaudens, Daniel Chester French e Rodin, cujo estilo marcou sua primeira obra Family.

Hart admirava o trabalho do escultor Roger Mori cuja natureza temperamental e exigente, mas perfeccionista em seu trabalho incentivou em Hart um plano para se tornar seu aprendiz, primeiro ocupou a vaga de balconista na Catedral Nacional de Washington, onde Mori trabalhava dali passou a ter contato direto com o futuro mestre e aos poucos o convenceu à aceita-lo como aprendiz.

Morigi exigiu o máximo de Hart, dando a ele tarefas difíceis, e a cada trabalho bem executado o mestre lhe encarregava de outro mais elaborado e completo, indo de ornamentos florais no teto da catedral até uma estátua de Erasmus de Rotterdam, Hart sempre foi grato ao período de aprendizado com Morigi a ponto de considera-lo como um segundo pai que lhe ensinou a ter disciplina e a trabalhar na escultura em pedra.

Mestres Modernos: Frederick HartA grande virada em sua carreira se deu em 1971, quando o Comitê Nacional de Construção da Catedral de Washington abriu uma competição para escolha do novo tímpano fachada oeste da catedral em substituição da então atual, por tradição as fachadas oeste das catedrais cristãs traziam imagens que remetiam ao juízo final, mas desta vez o comitê queria inovar com uma imagem quer trouxesse uma mensagem de amor e esperança, e que os candidatos se baseassem no ato da Criação.

A ideia de ter seu trabalho à vista na entrada principal da sexta maior catedral gótica do mundo, era irresistível para o jovem escultor que durante três anos trabalhou em sua primeira versão que enaltecia um belo rosto feminino se formando em meio a um vazio, mas a sua proposta como as de seus concorrentes foram rejeitadas pelo comitê, e apenas três candidatos tiveram a oportunidade de apresentarem uma nova versão de suas ideias, porém Hart não era um destes três.

Mestres Modernos: Frederick HartTeimoso e resoluto, ele se entregou por completo em uma nova versão de sua ideia, inspirado nos trabalhos do teólogo Pierre Teilhard de Chardin e nos movimentos de Rodin, Hart apresentou não só a proposta para o tímpano da fachada, mas também para os tímpanos dos lados esquerdo e direito além dos pilares de sustentação, onde os três tímpanos se completariam em uma enorme espiral de ondas formando belas formas humanas em criação. Seu trabalho e ousadia foram recompensados com a vitória no concurso.

Mestres Modernos: Frederick HartForam dez anos para completar o que se chamou de “a mais monumental escultura religiosa americana do século XX” dividida em seis partes, os tímpanos direito e esquerdo com as obras Creation of Day e Creation of Night, o tímpano oeste e entrada principal da catedral com a fabulosa Ex Nihilo, e as estátuas de São Pedro, São Paulo e Adão para as colunas de sustentação.

Quando estava prestes a concluir Ex Nihilo, o Vietnam Veterans Memorial abriu concurso para um novo monumento em seu pátio, e em parceria com a arquiteta Sheila Brandy, Hart apresentou sua proposta e ficou em terceiro lugar entre os selecionados, porém a proposta vencedora, concebida pela arquiteta Maya Lin, sofreu uma série de críticas tão fortes que teve de defender sua obra diante do congresso, onde foi comparada com a proposta de Hart, que cativou os congressistas, assim, da condição de eliminado, Hart passou para vencedor.

Mestres Modernos: Frederick HartBatizada como The Three Soldiers a imagem de três soldados veteranos, um caucasiano, um afro-americano e um latino-americano evocava a dualidade juventude e maturidade, armas e sacrifício, solidão e companheirismo, e força e vulnerabilidade.

Posteriormente Hart ainda esculpiu a estátua de mármore do senador Richard Russell para o Senado dos Estados Unidos, o busto de bronze do senador Strom Thurmond, o busto de mármore de J. Danforth Quayle, além da estátua em bronze do ex-presidente James Earl Carter instalada na Georgia State House, em Atlanta.

No ano de 1972, Frederick Hart abriu seu próprio estúdio, para atender a encomendas particulares e produzir novas peças originais, trabalhando sempre com bronze, mármore e calcário onde aprofundou seu estilo em modelos de movimentos suaves como Bernini fazia.

Mestres Modernos: Frederick HartMestres Modernos: Frederick HartLogo um quarto material entrou em uso extenso no estúdio de Hart: o acrílico, esse era o elemento que faltava para conseguir transmitir a leveza e suavidade de suas obras, ele dizia que trabalhar com o acrílico era como “esculpir com luz”, o seu auge foi quando desenvolveu uma técnica própria de fundição no acrílico, mesclando peças semi translúcidas em uma só, com resultados belíssimos, um deles a The Cross of the Millennium foi dada de presente ao Papa João Paulo II que a chamou de “uma profunda declaração teológica para os dias atuais”.

O seu mais ambicioso projeto, de uma enorme escultura em acrílico para exibição pública, não pôde ser concluído, mesmo após um derrame que paralisou seu braço esquerdo, Hart nunca parou de esculpir, e usou o ofício como forma de fisioterapia para recuperar os movimentos do braço paralisado, logo, após ser internado com um quadro de pneumonia, foi diagnosticado com câncer no pulmão já em estágio avançado, o que levou ao seu falecimento em 13 de agosto de 1999.

Postumamente em 17 de novembro de 2004, o Presidente George W. Bush Hart o premiou com a Medalha Nacional de Artes, pelo conjunto de suas obras que anunciaram uma nova era para a arte pública contemporânea. Esta honraria o colocou como um dos mais destacados artistas americanos do século XX.

Curiosidades
Mestres Modernos: Frederick Hart– Quando morava em Colombia na Carolina do Sul, Hart estava na rua quando encontrou alguns colegas negros que estavam a caminho de uma marcha de protesto contra a segregação racial, e por ser o único branco na marcha, a policia quis que ele se retirasse, mas ele permaneceu até o fim, como consequência Hart foi preso e expulso da Universidade onde estudava, e acabou sendo expulso da cidade pela Ku Klux Khan.

  • – Uma das modelos que posou para Hart esculpir Ex Nihilo foi a escritora, atriz e inventora Vanna Bonta, cujo rosto e corpo formaram a figura feminina central da obra.- Pra esculpir o monumento The Three Soldiers Hart, usou como modelo cinco fuzileiros navais, o soldado caucasiano trouxe os traços de James E. Connell, o latino-americano de Guillermo Smith De Perez DeLeon e o afro-americano de Terrance Green, Rodney Sherrill e Scotty Dillingham.

    – Em 1997 a Washington National Cathedral chamou Hart para se juntar a um processo contra a Warner Bros pelo uso indevido da imagem de Ex Nihilo no filme O Advogado do Diabo, obtendo vitória contra o estúdio que teve de alterar digitalmente as cenas onde a escultura aparecia, para poderem lançar o filme em VHS e DVD.

Leave a Reply