fbpx

Prender a atenção dos alunos, manter a qualidade do ensino, adaptar o conteúdo presencial para a tela do computador ou do celular, capacitar e dar suporte tecnológico para os professores e responder a dezenas de dúvidas dos pais, foram alguns de nossos desafios para ingressarmos no mundo das aulas online.

Quando começamos com a Deuses e Monstros – Escola de Artes em BH, nossos planos eram de sermos uma escola 100% presencial, e resgatarmos o antigo método de ensino em ateliê como os grandes mestres, focando na produção artística como profissão.

Foram três anos de funcionamento ininterrupto com quatorze cursos e oito professores, ensinando desde o desenho básico infantil até modelagem e escultura, isso em meio a dezenas de oficinas, workshops, palestras em feiras, eventos em faculdades.

Estávamos indo bem, começamos 2020 planejando dois novos cursos para o início do segundo trimestre e, paralelamente, postávamos conteúdos diários sobre arte em nossas redes sociais, apresentávamos novos e antigos artistas, vídeos de making off, utilitários, aforismos e notícias do mundo profissional da economia criativa.

O que aconteceu com a Deuses e Monstros durante a pandemia?

E então veio a pandemia, paramos tudo subitamente, inicialmente suspendemos as aulas acreditando que a quarentena duraria não mais que quinze dias, depois acreditamos que duraria um mês, três meses, e assim que chegamos em julho de 2020 vimos essa possibilidade de retorno fora do alcance.

Dessa forma, encerramos a parte física da escola, entregamos o imóvel, vendemos o mobiliário, compactei uma oficina de escultura e uma biblioteca em dois cômodos de minha casa para terror de meus gatos.

Voltei-me para o modelo online, já ciente de que a aula online não se tratava simplesmente da filmagem do professor lecionando, e esperar que o aluno absorvesse tudo sem morrer de tédio. Assim literalmente fomos estudar.
O primeiro passo foi adaptar todo o nosso modelo pedagógico, reescrever todos os cursos, reprogramar o tempo de duração de cada aula e de cada curso, literalmente refazer planos de aula e sistemas utilizados partindo praticamente do zero.

O segundo passo dado ao mesmo tempo do primeiro foi observar o mercado neste novo quadro. De repente brotaram centenas de cursos online de todos os tipos, além da enxurrada de lives, muitas delas com mais de duas horas de duração.

Começamos a avaliar uma a uma, quais deles deram retorno positivo ou não, as suas razões, os problemas de cada um, que partiam da qualidade técnica à divulgação, passando pelo projeto pedagógico, ou a falta do mesmo, até seus valores e a interação com os estudantes.

Conversamos com alunos e pais de alunos, para coletar as seguintes informações:

  • As dificuldades,
  • Suas expectativas sobre as aulas online,
  • Do uso ou não de material de apoio,
  • Do tempo de aula,
  • Do desafio em manter-se à frente do computador de forma passiva.

Com todas estas informações levantadas…

fomos atrás de uma plataforma de ensino que atendesse a todas as demandas solicitadas pelos pais e alunos, mirando nas questões de segurança, facilidade de uso e de acesso, proteção de dados, estabilidade do sistema, a qualidade de vídeo e som e alcance dentro e fora do país.

Todo esse processo consumiu o segundo semestre de 2020 inteiro até que em janeiro de 2021 iniciamos o contrato com a plataforma de ensino escolhida após muita pesquisa e testes. Começamos o trabalho de configuração e inserção dos primeiros cursos com seus conteúdos e exercícios nesta plataforma.

Surgiu então o primeiro problema:

Nem todos os nossos professores se adaptaram ao modelo online, alguns se negaram a dar aulas neste modelo e outros não se sentiam confortáveis no trabalho usando câmeras.
Então começamos a buscar por novos profissionais, refazendo praticamente 60% de nosso quadro letivo.
O lado bom da situação foi a ampliação do nosso campo de busca, permitindo a atuação de professores de outros estados, por exemplo, Ceará e Paraná.

Marcamos o retorno das atividades da Deuses e Monstros – Escola de Artes para Abril de 2021 com o curso de Desenho Infantil, e foi o nosso beta-teste, fazendo uma divulgação tímida que foi suficiente para montarmos duas turmas pequenas para testar a plataforma na prática, apesar de na teoria os testes estarem perfeitos.
E para confirmar nosso receio, a plataforma apresentou problemas logo no primeiro dia.
Ao resolvermos esse e outros problemas que apareceram ao longo das aulas, coletávamos informações com os pais e alunos sobre o nosso modelo pedagógico, e não tivemos nenhuma reclamação.

Voltamos com as tratativas com os técnicos da plataforma para implementar as correções sobre os problemas que levantamos nos primeiros meses de aula, e somente agora em setembro de 2021 iremos liberar mais três cursos com total segurança. Em outubro estarão disponíveis outros dois, até colocarmos todo nosso catálogo de cursos no modelo online. Agora com os novos recursos poderemos oferecer novos cursos que não estavam previstos com a estrutura anterior do modelo digital, ampliando o alcance da oferta para além de Belo Horizonte e Região, que agora somos uma escola para todo o Brasil.

Nossos primeiros cursos online:

  1. Desenho fundamental
  2. Mangá – Curso Básico
  3. Desenho Estilizado e Criação de Personagem
  4. Desenho básico infantil
  5. Desenho Básico infantil – Avançado 1
  6. Desenho Básico infantil – Avançado 2

Dessa forma, o nosso plano de marketing mudou totalmente, e as campanhas periódicas tiveram um custo variável conforme o alcance planejado. Fizemos então uma análise sobre quais cidades e estados estavam o maior público interessado nas redes sociais para priorizá-los, para depois avançar para outras localidades. Com isso as ferramentas de SEO e de ADS funcionam com maior precisão, após dedicar tempo ao analisar o uso de dados da forma correta.

Neste sentido, o mesmo cuidado foi tomado em relação ao sigilo de dados pessoais às pessoas em cumprimento ao estabelecido na LGPD.

A qualidade dos cursos da Deuses e Monstros

Investimos em cursos de oratória para os professores e na contratação e compra de softwares licenciados para uso nas aulas, assim como suporte para câmera, microfone, iluminação, conforme a necessidade de cada um, tudo isso faz parte do pacote que a escola pode disponibilizar para garantir a qualidade técnica do ensino.
Importante ressaltar que o ensino online tem como divisor a pandemia.
Nos anos anteriores tratava-se de um modelo opcional ou limitado em cursos específicos ou na exibição em telecursos na tv aberta. Com a pandemia no cumprimento de quarentena e o fechamento das escolas, o modelo online passou a ser a única opção para alunos de diversas faixas etárias, e com desafios pessoais não previstas como efeitos psicológicos de exposição da própria imagem na tela. As possíveis situações de bulliyng virtual que possam ocorrer, que envolvam adolescentes, por exemplo, achar-se feia, motivo de risos dos colegas, não aconteceram na Deuses e Monstros. Entretanto já estamos nos preparando pedagogicamente para antever e evitar estas situações junto os professores mantendo constante contato com os pais sobre o andamento das aulas e o comportamento dos alunos em sala.

Com a experiência adquirida, podemos dizer que o ensino online é viável e passível de apresentar bons resultados, desde que seja bem estruturado e planejado, com a instituição de ensino oferecendo todo tipo de suporte para alunos e professores.
Acompanhem e exijam que estes os recursos estejam disponíveis em todas as escolas, sabendo que o esforço é feito com participação conjunta para uma boa qualidade de ensino
Educação não é despesa, é investimento.

 

“Educação não transforma o mundo, educação muda as pessoas, pessoas transformam o mundo.”
Paulo Freire

 

Para saber mais:

Bullying nas aulas online