Review: The Guide to Fantasy Art TechniquesThe Guide to Fantasy Art Techniques

Autores: Martyn Dean e Chris Evans
Editora Paper Tiger – United Kingdon
112 pgs – formato 21 x 30 cm
Idioma da Edição: Inglês
1985
Situação: Fora de catálogo

O livro é um registro onde o artista Martyn Dean, famoso pelas icônicas capas dos discos da banda Yes, entrevistou oito dos principais artistas comerciais dos anos 80, que explicaram suas técnicas e processos criativos cujo ponto comum na seleção foi a temática sci-fy e fantasia.
Jim Burns, Ian Miller, Patrick Woodroffe, Philip Castle, Syd Mead, Chris Foss, Martin Bower e Boris Vallejo são apresentados em textos bem escritos e com alguns de seus principais trabalhos.

. Jim Burns é um dos mais antigos ilustradores de sci-fy ainda na ativa, cuja importância de seu trabalho foi reconhecida e premiada com Hugo Award de Melhor Desenhista Profissional.

. Ian Miller, ilustrador britânico de seres e mundos de fantasia, um de seus trabalhos mais conhecidos são as cartas do jogo Magic: the Gathering.

. Patrick Woodroffe, falecido em 2014 é mais surrealista artista desta seleção, seus trabalhos iam da pintura a montagens fotográficas e esculturas, onde olhamos e ficamos aguardando a imagem se mover.

. Philip Castle se destacou ilustrando cartazes de filmes como Laranja Mecânica, Nascido para Matar, entre outros.

. Designer e artista conceitual, Syd Mead foi o responsável pelo visual de filmes como Blade Runner, Tron e Aliens.

. Chris Foss atuou como capista de livros de sci-fy em destaque para os de Isaac Asimov, o que chamou a atenção de Alejandro Jodorowsky que o contratou para criar todo o concept para o filme Duna, que nunca chegou a ser filmado.

. Antes dos efeitos em CGI, naves e maquetes de cenários eram feitas a mão, e um dos mais talentosos e requisitados artistas foi Martin Bower, que deu vida a naves de filmes como Alien, Flash Gordon, Outland e a série de tv Espaço: 1999.

. Boris Vallejo, ilustrador peruano cujos trabalhos estamparam capas de jogos, telas de fliperamas, capas de disco e de livros, sempre apresentando belas mulheres inspiradas em sua esposa a fisiculturista Julie Bell.

Pontos positivos:
. Excelente acabamento gráfico, com impressão e papel de qualidade.
. Foi disponibilizado em dois formatos: capa dura (hard cover) e capa mole (soft cover).
. Destaque para o trabalho editorial de Chris Evans que condensou de forma clara os textos das entrevistas.
. Mesmo esgotado pode ser facilmente encontrado na condição de usado em sites como amazona e ebay em valores acessíveis.

Pontos negativos:
. No capítulo sobre Philip Castle, não foi apresentado nenhum de seus trabalhos para o cinema, focando apenas nas ilustrações publicitárias de carros e aviões.
. Apesar da excelente qualidade gráfica no geral, o tipo de papel e impressão adotada afetaram um pouco as ilustrações coloridas de Boris Vallejo, que carregava muito as matizes de vermelho para escurecer determinadas áreas de seus desenhos.

Nota 9 de 10

Review: The Guide to Fantasy Art TechniquesReview: The Guide to Fantasy Art Techniques

Review: The Guide to Fantasy Art TechniquesReview: The Guide to Fantasy Art TechniquesReview: The Guide to Fantasy Art TechniquesReview: The Guide to Fantasy Art Techniques

Leave a Reply